segunda-feira, 13 de abril de 2015

Já disseram que você é feliz? EP. 02



Já disseram que você é feliz? Em cima desse questionamento, o Bispo Zé Bruno, vocalista da banda Resgate e pastor da igreja Casa da Rocha elaborou pequenos programas, que não chegam a cinco minutos, pregando e nos fazendo pensar sobre a vida, felicidade, a busca incessante de riquezas e prosperidade. A cada semana postaremos um programa. Vale a pena assistir!

segunda-feira, 30 de março de 2015

Já disseram que você é feliz? EP. 01




Já disseram que você é feliz? Em cima desse questionamento, o Bispo Zé Bruno, vocalista da banda Resgate e pastor da igreja Casa da Rocha elaborou pequenos programas, que não chegam a cinco minutos, pregando e nos fazendo pensar sobre a vida, felicidade, a busca incessante de riquezas e prosperidade. A cada semana postaremos um programa. Vale a pena assistir!

segunda-feira, 23 de março de 2015

Por que seu casamento virou uma prisão?


Tempos atrás alguém me disse que seu casamento era uma prisão. Como a cultura tem formatado a visão daqueles que dizem ser cristãos em nossos dias. A Bíblia diz: "Alegra-te com a mulher da tua mocidade." - Provérbios 5:18 Como isso é diferente do que nossa cultura ensina a cada dia. A Bíblia não diz: “Alegre-se na sua jovem esposa” – Apesar disso ser verdade também. Mas o que é enfatizado é “alegra-te com a mulher da tua mocidade” – Sim, aquela garota com quem você se casou quando ambos eram jovens. Já passou algum tempo deste então. Talvez tenha passado muito tempo. Mas NADA importante de fato mudou. Ela ainda é aquela garota que se deu a você diante de Deus no dia do seu casamento. Ela colocou-se nos seus braços. Da maneira mais profunda ela fez isso, vulnerável e confiante. 

Lembre-se disso todos os dias e maravilhe-se com isso. Deus planejou isso. Deus planejou assim o casamento. Lembre-se daqueles dias, como costumavam rir e se divertir... é tua responsabilidade ter isso de novo e de novo... agora e sempre: "Alegra-te com a mulher da tua mocidade." – Sim, muitas coisas na vida mudam, e certamente mudaram. Vocês viram juntos uma quantidade de problemas e tristezas que jamais sonharam que veriam e sentiriam. Mas você ainda tem aquela garota... e ela conta mais do que todos os problemas do mundo e tristezas que possam ser vividas. Olhe para ela... anos e anos passaram... mas apesar da vida, muito não mudou. 

Pense sobre a fidelidade a você ao longo dos anos, apesar, você tem que reconhecer, das tuas falhas, fraquezas, defeitos... e tudo isso foi graça de Deus. Tua vida com ela é a expressão da misericórdia de Deus sobre você de muitas e variadas maneiras. Deixe o teu coração derreter de novo e de novo... e se glorie em Deus pelo plano eterno que é manifestado em teu casamento. Teu casamento não é uma prisão... teu casamento, apesar do que afirma toda uma cultura a tua volta, que é voltada para o ego, não é uma sentença de morte – O casamento só é uma sentença de morte para o teu egoísmo. 

Teu casamento é uma fonte de alegria que flui da bondade e misericórdia de Deus. Que maravilha o plano de Deus no casamento, que cada dia mais visa a libertação do inferno do ego para um caminho de alegria que começa agora em nossa vida, e depois continua indefinidamente naquilo que ele representa na união de Cristo com sua igreja. Aqui essa alegria deve ser mais profunda e maior a medida que envelhecemos juntos e compartilhamos essa graça enquanto vivemos – esposa e esposo. A ordem não é só seguir adiante, é se alegrar: "Alegra-te com a mulher da tua mocidade." 

Fonte: Fides Reformata, por Josemar Bessa

segunda-feira, 16 de março de 2015

A Sídrome do "Já que"

Já que…
 
…hoje não é culto de festa
…não há nenhum cantor convidado…
 
…é aniversário de algum órgão
…não é aniversário de algum órgão…
 
…é culto de oração
…não é culto de oração…
 
…é culto de doutrina
…não é culto de doutrina…
 
…o solista hoje não sou eu
…não estou escalado…
 
…não sou eloquente
…estou rouco…
 
…não tenho uma boa voz
…não sei tocar um instrumento…
 
…marcaram a pelada para a mesma hora
…é a final de um campeonato…
 
…é o final da novela das oito
…o Fantástico está com uma reportagem diferente…
 
…é o dia do meu aniversário
…é o dia do aniversário do meu filho…
 
…sábado foi o dia do meu aniversário
…semana passada foi o aniversário da minha filha…
 
…é o dia do aniversário da minha mãe
…é o dia do aniversário do meu cachorro…
 
…morreu o meu gato
…está calor…
 
…está frio
…comprei um panetone e quero experimentar…
 
…marquei a Ceia de Natal para esta noite
…minha Bíblia está mal conservada…
 
…trabalhei a semana toda, folguei sábado e hoje é domingo
…foi feriadão desde sexta…
 
…meus amigos viajaram, menos eu
…vou viajar na terça…
 
…perdi a eleição
…ganhei a eleição…
 
…não deu tempo do penteado ficar pronto
…arrumei um namorado…
 
…não arrumei um namorado
…noivei sábado…
 
…casei há um mês, ainda estou em lua de mel
…estou no Facebook…
 
…estou lendo um bom livro
…estou assistindo um bom filme…
 
…estou sem dinheiro para a oferta
…não fiz uma roupa nova…
 
…não tenho um sapato novo
…não tenho com quem ir, apesar de morar perto…

…não posso ir à Igreja hoje!

É a síndrome do Já que, cujos sintomas são os mais diferentes possíveis. O diagnóstico é um só: apatia, indiferença, muitas vezes pecado. Uma geração abençoada agora não quer mais cultuar. Domingo à noite? Pizzaria, jantar beneficente, papo com os amigos, comemorações. Pela manhã? Pelada, sono até as 11:00h, passeio ciclístico. Que Deus nos proteja com seu sangue, para que pequenos motivos não nos impeçam de ir ao culto. Alegremo-nos ao ir à casa do Senhor, como disse Davi. É o pouco que nos restou.

Fonte e autoria: Daladier Lima 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...